MINHA PEQUENA

Agora é a vez de falar sobre a minha “pequena” Malu..

Já escrevi sobre meu bebê, e chegou a vez dela..

Minha pequena, já não é tão pequena assim, vai fazer 12 anos em breve, assim como meu bebê já tem 20 anos, mas, pra mim, serão sempre meu bebê e minha pequena!

Ela chegou num momento diferente, eu estava bem mais preparada emocionalmente e financeiramente, mais madura e consciente.

Eu estava há 2 anos com o Anderson, entre namoro e casamento, e pra ele, foi uma surpresa a notícia da gravidez…não combinamos nada, mas eu sabia que estava no momento certo.

Foi uma gravidez tranquila, trabalhava, e tinha uma rotina normal.

Com 5 meses, soube que seria uma menina, e já sabia que seria MARIA.

Optei pela cesariana, por causa da laqueadura, seria minha última gravidez.

No dia marcado, 27/12/2005, estava no hospital, esperando a médica, como quem espera por uma consulta de rotina.

Malu nasceu em São Paulo, no Hospital São Luiz, e 3 dias depois eu já estava em casa.

Minha mãe ficou comigo durante 30 dias, e foi tudo um pouco mais fácil, apesar do cansaço e dificuldades dos primeiros dias.

Com um pouco mais de 2 meses da licença maternidade, tive que voltar para o trabalho, a princípio, para fica 1/2 período, mas, nunca aconteceu..

Minha tia Neire (irmã da minha mãe), foi trabalhar na minha casa para cuidar da Malu, do Lucas, da casa e de mim, foi muito bom ter minha tia comigo, foi meu anjo da guarda.

Pouco tempo depois, saí da Gafisa para ir trabalhar na Cyrela, e, quase 2 anos depois, fui convidada para trabalhar em Salvador (essa história já contei aqui).

O aniversário de 3 anos da Malu foi em Salvador, tínhamos acabado de chegar na cidade.

No ano seguinte, (2009), com 3 anos completos, foi para escola pela 1a. vez.

Estudava de manhã, e a tarde ficava com a secretária que trabalha comigo até hoje (a Alda) ou com o pai.

Maria sempre teve personalidade forte e é muito teimosa, mas, sempre foi uma criança independente, gosta de cuidar das suas coisas sozinha (desde pequenininha), estuda e faz seus deveres sem precisar pedir e cuida dos seus materiais.

Com 6 anos, essa mania de organização, passou a ser um problema, fomos chamados na escola e orientados para pedir ajuda profissional. Fez terapia por um tempo, e essa fase passou.

Em 2016, com 10 anos, concluiu o ensino fundamental, e atualmente, com 11 anos, está no 6o. ano, e começando a apresentar mudanças no comportamento e sintomas da pré-adolescência, onde é preciso muitaaaa paciência!

Num futuro breve, vale um texto só pra falar sobre essa fase e as diferenças entre meninos e meninas.

Malu tem muito de mim, em seu jeito e atitudes, é minha companheirinha e será pra sempre minha pequena!

Tenho menina

Tenho menino

Tenho 40

 

Um comentário em “MINHA PEQUENA”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *